0
0
0
s2sdefault

 

A Codessal realizou, hoje à tarde (27/12), reunião preparatória para o workshop destinado a formatação do Plano de Prevenção e Contingência do Centro Histórico (CH) de Salvador e que contou com a participação de representantes da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros, da Embasa, do Iphan, Ipac, do Conselho de Arquitetura e Urbanismo e de gestores municipais.

A pauta da reunião incluiu discussões sobre os parâmetros que vão nortear o evento a ser realizado em fevereiro do próximo ano, em data e local a serem definidos, com a coleta de sugestões de temas a serem abordados e de especialistas convidados. O objetivo do plano é ampliar a segurança da região, patrimônio histórico da humanidade, e envolver a comunidade na prevenção incêndios.

Entre as entidades convidadas, vão contribuir para a construção do plano o Corpo de Bombeiros, Coelba, Conselho de Arquitetura e Ubanismo (BA), Diretoria Municipal do Centro Histórico, Diretoria Geral das Prefeituras-Bairro, Embasa, Fundação Gregório de Mattos, Fundação Mario Leal Ferreira, Guarda Municipal, Ipac, Iphan, Prefeitura-Bairro Centro e Brotas, Samu, Sedur, Sefaz e Transalvador.

"Tenho certeza de que com esta equipe seremos bem-sucedidos na elaboração do documento", afirmou o diretor geral da Codesal, Sosthenes Macêdo.

No encontro, o engenheiro da Codesal, Gilberto Campos, sintetizou a proposta da Prefeitura de Salvador e da diretoria da Defesa Civil para a região do Centro Histórico, voltadas "à promoção de ações interinstitucionais na formatação do plano de contingência da região em defesa da vida e do patrimônio".

Ele explicou que o workshop servirá como estratégia de ação para a construção do documento, sendo necessário que cada secretaria e órgãos parceiros contribuam para formatação técnica do evento a partir dos temas escolhidos, das palestras e dos grupos de trabalho. A sugestão é que a Codesal estabeleça as bases e formatos para um painel padrão.

 

Relatório dos Casarões

 

Entre as medidas já concretizadas pela Defesa Civil está a atualização do Relatório de Casarões do Centro Histórico que inclui a vistoria e georreferenciamento de construções antigas, caracterizando-as quanto ao risco de desabamento, moradores e ao impacto no seu entorno. Também foi apresentado um "mapa de calor" do centro antigo e histórico destacando em vermelho e laranja as áreas de maior probabilidade de incêndio.

A coordenadora de Ações de Prevenção e Redução de Riscos, Gabriela Morais, acrescentou que entre as iniciativas da Codesal para o plano de contingenciamento está a formação de um Núcleo de Proteção e Defesa Civil (Nupdec) para incêndios. "A ideia já foi apresentada ao Corpo de Bombeiros", disse. Os Nupdecs integram as ações preventivas da Codesal em áreas de encostas, passíveis de deslizamentos, e regiões de alagamentos.

"Vejo com bons olho a iniciativa de se interagir entre as partes. O sucesso dessa iniciativa vem da participação de toda a sociedade", destacou o subprefeito do Centro Histórico/Brotas, Ian Mariani. O presidente do Conselho Social e de Segurança do Centro Histórico (Conseg/CHS), David da Silva Costa, defendeu "a instalação de uma brigada contra incêndios na região".

Ficou acordado que cada órgão participantes agregue em painéis individuais a expertise técnica de seus setores para a elaboração do plano de contingência. “É importante que vocês detalhem os riscos constatados e quais as ações preventivas a serem desenvolvidas”, pontuou Gabriela Morais.

Participaram da reunião Ana Paim, da Sefaz, subprefeito do Centro/Brotas, Ian Mariani, David da Silva Costa, do Conseg/CHS, Silva Santos, pela prefeitura-bairro Centro/Brotas, Renato Bernardo, do Samu, Adriana Queiroz, Rita Moraes e Matheus Fioravantti, pela Codesal, capitão Leandro Vialto, do CBMBA, Loris Brantes, do CAU/ Unijorge, Milena Tavares, da FGM, Mario Vitor Bastos, do Iphan, Nádia Husein e Yan Cafezeiro, pelo Ipac, Thiago de Almeida, da Guarda Civil Municipal, Antonio Fernando Pinto Coelho, Transalvador, Eliana Pedroso, diretora de gestão do Centro Histórico, Ernesto Carvalho, do CAU/BA, Ronaldo Quinteiro e Marivaldo Melo, pela Embasa.

0
0
0
s2sdefault